sábado, 20 de março de 2010

Esgotamento sanitário, se houver proposta mesmo, vamos atrás! Emprego e saúde!!!

Fábio Machado disse:
O seu comentário está aguardando moderação.

20 de março de 2010 às 23:46Segundo o prefeito, não foi feita nenhuma proposta formal. Ele desconhece qualquer emenda orçamentária que garanta estes recursos. Caso o ministro tenha este dinheiro, é só providenciar junto à Embasa, que detém a concessão de esgotamento/saneamento da cidade, a abertura de Licitação, que será bem vinda. Uibaí espera, caso o Ministro possua estes recursos para a cidade, deve enviar um assessor urgente para tratar deste assunto na Câmara Municipal e com o próprio prefeito. A população de Uibaí agradecerá eventuais obras de saneamento básico, assim como o asfaltamento de Central - Uibaí - Ibititá (60km, prometido em toda campanha política), apoio às atividades culturais. Aqui não se leva a política ao fanatismo, a ponto de recusar verbas como noticiado. Não há recusa, logo, que venham as verbas. (A TARDE on line)

Prefeito do PT recusa recursos do Ministério da Integração
19 mar 2010

Se é verdade que o Prefeito do PT do município de Uibaí recusou 10 milhões de reais do Ministério da Integração Nacional somente porquê o Ministro Gedel é candidato ao Governo da Bahia e adversário de Jacques Wagner, estamos chegando na Bahia realmente ao fundo do poço sob a liderança do PT. Como pode um município pobre num Estado pobre recusar recursos públicos? Que fosse 1 (hum) real teria valido à pena, imagina 10 milhões? O Governador JW poderia dar um conselho ao companheiro. (Blogo de bito Gama)

Segundo informou o jornalista Levi Vasconcelos, em sua coluna “Tempo Presente” deste sábado, o prefeito de Uibaí, Pedro Rocha Filho (PT), negou que tenha recusado R$ 10 milhões do Ministério da Integração Nacional para fazer obras de saneamento básico em sua cidade. Nem teria dito que implantar esgotos não é prioridade no seu município.

Não entendi bem quando ele diz que a construção de estradas vicinais seria a sua prioridade, mas, enfim, como ele negou o que eu classifiquei aqui de um absurdo faço o registro. ( A TARDE )

Lúcio lamenta recusa de PT à verba da Integração Nacionalem 19/03/10 às 11:56h

Bahia Notícias, 19 de março

O presidente do PMDB na Bahia e pré-candidato a deputado federal, Lúcio Vieira Lima, em contato com o Bahia Notícias, lamentou a atitude do prefeito Pedro Rocha Filho (PT), de Uibaí, que dispensou R$ 10 milhões em obras de saneamento, pelo Ministério da Integração Nacional, por questões políticas. “Como é que uma obra de saneamento básico não é prioridade? É saúde, implica no melhoramento do Índice de desenvolvimento humano, na queda da mortalidade infantil”, questionou. Para o peemedebista, com esta situação “cai por terra” a notícia “que o PT fica plantando” de que o ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) privilegia os aliados na distribuição de verbas. “Essa é a prova de que não há beneficiamento, e sim o PT colocando questões menores da política acima dos interesses da população”, avaliou

19 de Março de 2010Tamanho da letra A+ A-Assine o RSS

UIBAÍ: PREFEITO ESCLARECE RECUSA DE VERBA DO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO

--------------------------------------------------------------------------------

16:30:00 Em entrevista ao programa Bahia Notícias no Ar, da rádio Tudo FM, na edição desta sexta-feira (19), o prefeito de Uibaí, Pedro Rocha Filho (PT), esclareceu as críticas de que teria dispensado recursos do Ministério da Integração Nacional, por motivos de “capricho” político, já que o órgão é dirigido pelo adversário do seu partido, Geddel Vieira Lima, do PMDB. Questionado pelo apresentador Samuel Celestino sobre o motivo pelo qual negou o recebimento da verba, o petista disse que, além de desconhecer a oferta desta ajuda, o comentário era que o destino do dinheiro seria para um setor que dispensa necessidades urgentes no momento. Segundo o alcaide, o Município não é carente de intervenções em esgotamento sanitário, objeto da proposta, e a cidade conta com outras prioridades. “Nós de Uibaí ainda não temos essa problemática, que se torne um problema de saúde pública. A nossa prioridade seriam obras estruturantes em outro sentido", esclareceu. Ele explica que a principal carência local é a instalação de estradas vicinais, aquelas que ligam a sede do município aos seus distritos

Um comentário:

Vavá disse...

A publicação de boatos como se fossem notícias demonstra o desrespeito com os leitores…lamentável. Jornalismo? Estas mentiras que os meios de comunicação da elite se apressa em publicar irresponsavelmente são criadas nos gabinetes para induzir as pessoas(eleitores) a tirarem conclusões errôneas a respeito da postura dos prefeitos do PT em Relação ao recebimento de recursos do Ministério da Integração...com isso, quemam a imagem do PT e passa uma imagem de que Geddel, candidato a governador, não discrimina governo de qq partido...São uns canalhas!